Imagem capa - Cerimónia de casamento: com qual se identificam mais? por Mariana Castanheira

Cerimónia de casamento: com qual se identificam mais?

Seja uma cerimónia civil, simbólica ou religiosa, a cerimónia de casamento pode e deve ser aquela que melhor reflecte o casal. 


Actualmente, são cada vez mais os casais que optam por fugir à tradicional cerimónia religiosa, procurando espaços que reúnam as características para um momento íntimo e, de certa forma, mais aconchegante. Mas isto não significa abdicar de um vestido de noiva, de atirar o ramo, de percorrer um corredor até chegar ao noivo ou de tudo o que quiserem. 


A cerimónia de casamento, seja civil ou simbólica, é precisamente tudo aquilo que desejarem.


Cerimónia de casamento: civil



A cerimónia civil ganhou novos contornos, tendo deixado de ser apenas a parte formal do casamento. É possível ter uma cerimónia de casamento pelo civil que seja tão (ou mais) memorável do que a religiosa. Neste tipo de cerimónia de casamento, o casamento é oficializado por um celebrante, que deve ser alguém com quem se identifiquem. É um momento que vão guardar para sempre!

Se esta for a vossa opção, a escolha do local é sem dúvida muito importante. Há hóteis, espaços de turismo rural, jardins e até palácios que podem alugar. O facto de Portugal ter um ótimo clima ajuda, facilitando a opção por espaços exteriores. As opções são infinitas: cerimónia de casamento com uma vista linda sobre a serra? sobre a praia? no meio de um belo jardim? ou nos mais belo dos palácios? Basta escolher. O dia é vosso e são vocês que decidem. 



Cerimónia de casamento: simbólica




Como o próprio nome indica, esta cerimónia de casamento é feita de simbolismo. E o que é o casamento se não simbolismo, certo?

É uma cerimónia de casamento cujo resultado se deve a um momento de partilha entre os noivos e os convidados. Ao contrário da cerimónia civil, esta cerimónia de casamento não tem propriamente um celebrante... são vocês que decidem o que acontece e quando acontece. Podem personalizá-la ao máximo, podendo esta ser preenchida com discursos vossos, dos padrinhos, pais e todos os que desejarem.

É uma cerimónia tendencialmente mais intimista, não pelo número de convidados, mas pela forma como se desenrola. São cerimónias realizadas em espaços com história, em que cada detalhe reflecte de alguma forma a relação que se celebra. Como fotógrafa, é sem dúvida uma das cerimónias de casamento mais belas de fotografar. 

Também neste caso a escolha do local é muito importante, uma vez que é lá que decorrerá toda a celebração. Se a vossa relação grita NATUREZA, então podem consultar aqui a lista dos 20 melhores locais para casar na natureza. Se procuram espaços diversificados podem encontrar espaços para casamento (e com alojamento) aqui.




Cerimónia de casamento: religiosa


Se optarem pela tradicional cerimónia religiosa é essencial que esta seja celebrada por um padre que conheçam de modo a que seja o mais pessoal possível. Apesar de neste tipo de cerimónia de casamento já existir um protocolo a seguir, é sempre possível tentar encontrar uma forma de a tornar o mais pessoal possível.